Perguntas Frequentes sobre o Projeto Renascer

RESPIRAÇÃO

O que é respiração?
É inspirar e expirar o ar dos pulmões.
É o método pelo qual o oxigênio entra em nosso corpo.
Através da respiração usamos o oxigênio e eliminamos o dióxido de carbono do corpo. Alguns sistemas em nosso corpo estão intimamente ligados ao equilíbrio entre oxigênio e dióxido de carbono, como por exemplo o Ph do sangue ou a produção de sinapses nas células nervosas.

Quais são os tipos de respiração?
Pode ser torácica ou abdominal;
superficial ou profunda;
relaxada ou intensa;
lenta ou rápida;
Pode ser também pausada ou conectada (entre a inspiração e a expiração);
Pode-se combinar alguns desses tipos para se obter diferentes resultados no corpo.  A essas combinações dão-se nomes como: respiração cíclica, ou conectada, holotrópica, diafragmática, total.

Quem pode respirar?
Praticamente todos os seres vivos da Terra, o que inclui os seres humanos!
Muitos não se dão conta da importância de respirar. Podemos ficar vários dias sem comer, alguns dias sem beber água, mas apenas alguns minutos sem respirar…

Quais os benefícios da respiração?
É através da respiração que o oxigênio entra no nosso corpo e liberamos o dióxido de carbono nocivo produzido pelas células. O oxigênio é a principal fonte de energia para o funcionamento celular e através da respiração ele chega a cada célula do nosso corpo. Por outro lado, é também pela respiração que o dióxido de carbono, produto de excreção do metabolismo celular, é eliminado pela expiração.

Quais as limitações para respirar?
Não há impedimentos ou efeitos fatais na respiração. Podem ocorrer efeitos indesejados quando não se respira corretamente ou de forma adequada para a situação. Em alguns momentos (de contextos externos alheios a nossa vontade) nosso corpo pode reagir de forma equivocada ao interpretar informações sensoriais e levar nosso sistema respiratório a mudar o ritmo ou forma de respirar, de forma a produzir efeito contrário ao esperado. Um exemplo é que quando somos surpreendidos (susto ou emoção forte), tendemos a “prender” a respiração! Da mesma forma pode haver uma hiper-ventilação espontânea.

Quais as sensações que podem surgir na respiração cíclica ou conectada?
Boca e garganta secas (após 5 minutos, cessam após alguns minutos);
Formigamento nos lábios e parte do rosto (após 5 minutos até o final);
Formigamento nos pés, mãos e couro cabeludo (após 5 minutos até o final);
Calor na cabeça e no rosto (da metade em diante);
frio no restante do corpo (da metade em diante);
Cãibras leves nas panturrilhas e peito do pé;
Dores abdominais leves (os músculos ficam levemente doloridos devido ao esforço);
Contrações involuntárias dos músculos dos pés e mãos (Tetania. Da metade até o final);
Sensação de “derretimento do corpo” ( após uns 30 min. É a mais gostosa de todas!!!);
Sensação de ausência de gravidade ou flutuando na água  (momentânea e alternada);
Sensação ouvido entupido (momentânea. É igual quando desce a serra de carro);
Tonturas, soluços, bocejos, vontade de urinar (o corpo está se purificando); Vontade de rir, chorar, adotar posição fetal (no final, na integração);
É importante salientar que estas sensações podem aparecer ou não.
Nem sempre experimentamos todas elas em um único processo.
Outras sensações podem surgir (a mente pode interpretar muitas cosias de várias formas).

É importante dizer também que todas essas sensações são comuns, são normais e são esperadas. Quanto mais sensações maior é o efeito (psicológico) sobre as sensações/emoções que se pretende re-significar (opinião minha).

Permita-se !!!

RENASCIMENTO

O que renascimento?
Não é uma religião; Não é uma filosofia;
Renascer significa respirar em sua totalidade, com “força”, com desejo de viver
intensamente. Algumas línguas/culturas usam a mesma palavra para respirar e renascer.
É uma terapia simples e prazerosa, que pode/deve ser conduzida, que usa uma técnica de respiração apropriada combinada com relaxamento do corpo e da mente.
Conhecido também como Terapia da Respiração ou Respiração Consciente, é uma forma de expansão da consciência permitindo que o indivíduo acesse emoções e sensações contidas na mente inconsciente;
É uma forma de “reviver” o momento do nascimento de forma dissociada, com a compreensão de adulto e ressignificar sensações que ficaram registradas no corpo/mente.

Quais tipos de renascimento?
O processo de renascimento é individual e particular. As sensações são previsíveis mas podem ou não aparecerem de forma que um renascimento pode ser extremamente prazeroso para algumas pessoas e não causar nenhuma sensação em outras. Pode até ser desconfortável para alguns, mas normalmente as sensações físicas de desconforto desaparecem após alguns minutos de respiração.
O renascimento pode ser consciente ou não. Algumas sensações físicas “estranhas” para você podem fazer com que sua mente inconsciente boicote o processo e isso deverá ser percebido pelo terapeuta que irá te conduzir, transmitindo confiança e segurança, para atingimento pleno dos benefícios do processo.  A ressignificação de emoções e sensações podem ser conscientes ou não. Normalmente são inconscientes e surtirão efeito no dia-a- dia, quando você se deparar com situações que eram limitantes e perceber que “algo está diferente em você” e não vê mais aquilo da mesma forma.

A quem de destina o Renascimento?
A qualquer pessoa que esteja buscando uma maneira mais feliz de viver e se relacionar. Que queira realmente descobrir o seu estado natural, o seu Ser verdadeiro, com responsabilidade e confiança.
Mesmo para quem faz terapia convencional, o renascimento pode ajudar a abrir processos que estão ocultos, acelerando-a.
Pessoas com traumas de infância, pessoas que sentem muita culpa ou medo em sentir prazer, pessoas muito ansiosas ou estressadas ou em processo de síndrome de pânico, são especialmente beneficiadas com o renascimento, no entanto é uma técnica muito útil para qualquer pessoa.

Quais os benefícios do renascimento?
Vamos comentar um pouco sobre a experiência do nascimento.
Para a maioria de nós, nascer não foi uma experiência agradável. Imagine (ou tente se recordar) a seguinte situação: lá está você, dentro da barriga da sua mãe, totalmente confortável, seguro, nutrido, ligado com o seu criador. Aos poucos, você começa a ficar apertado e sente a necessidade de expandir, de ter mais espaço e de repente você sente que não pode mais ficar alí. Começa o trabalho de parto e .. quando você vem ao mundo, chega numa sala de hospital, fria, barulhenta, super iluminada. Te separam da tua mãe (o seu criador) cortam o cordão umbilical, te dão uma palmada, te colocam numa balança fria, e por aí vai…. Além disso, a primeira respiração é extremamente dolorosa, pois os pulmões ainda estão fechados e a entrada do ar dá a sensação de que está tudo queimando. Bom… com isso, o que acontece é que nossa primeira impressão do mundo não é muito boa e surgem padrões inconscientes do tipo: respirar dói, esse mundo é difícil demais para mim, as pessoas não me amam.
O renascimento, com a respiração consciente, libera esses padrões e recupera a confiança de que viver é prazeroso, respirar é gostoso, você merece ser totalmente amado, você é capaz de resolver os seus problemas.

Há alguma contra-indicação?
A princípio não, mas pessoas com problemas renais severos (que fazem hemodiálise) devem ser observadas mais atentamente pelo terapeuta, pois como é um processo de profunda limpeza, também em nível físico e se os rins não estiverem funcionando corretamente, podem ficar sobrecarregados com toxinas.

O Renascimento é uma Terapia de Regressão?
Vamos definir o que é regressão neste contexto.
Você pode, a qualquer momento, acessar lembranças da infância e experienciar emoções contidas nessas lembranças. Chamamos isso de regressão. Você pode fazer isso conscientemente, numa conversa com amigos ou parentes, de forma descontraída e mesmo assim é uma regressão. Se você faz essa regressão, e, de alguma forma ressignifica as emoções contidas nas lembranças, proporcionando algum benefício para você, então você fez uma terapia de regressão.
Ocorre que muitos de nós não estamos preparados para entender de forma consciente o quanto as emoções e sensações podem nos limitar. Ao longo da vida adquirimos “filtros” que interpretam as informações de forma consciente ou não, e criamos crenças que vão nortear nossa vida e interferir em nossas escolhas.
No processo de renascimento, existe uma preparação onde o terapeuta conduz você a um estado alterado de consciência, que lhe permite interagir com a mente inconsciente, “abrindo” canais que permitirão a re interpretação das informações contidas em locais específicos da sua mente inconsciente. A partir daí, a sua mente fará “ajustes” utilizando os novos aprendizados que foram adquiridos ao longo da sua vida, que estavam impedidos de serem utilizados, encobertos ou bloqueados por crenças limitantes.
Portanto, o processo de renascimento pode ser sim, uma Terapia de Regressão.

O que é um estado alterado de consciência?
Especificamente para o processo de renascimento basta você saber que existem estados de consciência que estamos mais ou menos em contato com a realidade (estado de presença). No estado de vigília normalmente estamos em estado de presença, ou seja estamos acordado e conscientes. Em estado de sono estamos completamente alheios à realidade ou fora do estado de presença. Entre esses dois estados (acordado e dormindo), existem outros estados da consciência. Um deles é o Transe, ou seja estamos com o corpo relaxado (ou não) e focados em um dos canais sensoriais (auditivo e cinestésico no caso do renascimento). Outros momentos que podemos chamar de transe é quando assistimos um filme e nos “envolvemos” com o contexto a ponto de rir, chorar ou sentir medo, por exemplo. Quando dirigimos estamos na maior parte do tempo, em transe (nosso inconsciente é que dirige quando escolhe o caminho, engata as marchas, calcula a força nos pedais, etc…). Fazemos muitas coisas (algumas até bem perigosas) de forma inconsciente, ou em transe.
No caso do renascimento, o processo de relaxamento conduzido nos leva a uma
estado alterado de consciência e passamos a perceber novas sensações (físicas e mentais).